• Portal Tijuca-RJ

Moradores do Grajaú sofrem com assaltos praticados por falsos entregadores de alimentos

Nas redes sociais moradores do bairro fazem relatos de assaltos e reclamam da falta de segurança


Não é de hoje que o bairro do Grajaú, na Zona Norte do Rio de Janeiro, vem sofrendo com a desordem pública e a violência. Afora, as invasões a casas e furtos de fios e objetos de interesse de usuários de crack, agora os moradores da região têm que enfrentar, às vezes no braço, assaltos praticados por bandidos disfarçados de entregadores de comida via aplicativos.



O serviço de entrega de alimentação – uma alternativa de consumo e comodidade durante a pandemia, além de uma possibilidade de ganho para muitos trabalhadores – está espalhando pânico pelo bairro. Uma moradora da rua Nossa Senhora de Lourdes, que não quis se identificar, presenciou uma assalto feito por um motoboy entregador de comida que levou o celular de uma jovem que passava pela rua. “O entregador passou pela moça, que estava falando ao celular, depois voltou na contramão a parou e pediu o seu celular com uma certa agressividade. A moça, surpresa, entregou o aparelho sem reação. O homem pegou o telefone e o colocou dentro da calça e foi embora”, contou a moradora.



Nas redes sociais do bairro são relatados inúmeros casos de assaltos desse tipo. “Sofri uma tentativa de assalto de um entregador do Ifood na Rua Professor Valadares. Ele passou por mim duas vezes na rua Canavieiras e tentou me abordar na Professor Valadares mostrando uma pistola. Corri no sentido contrário da calçada por duas vezes enquanto ele ia e vinha de moto no meio da rua. Comecei a gritar ladrão perto da minha casa, ele fez a volta e subiu na contramão”, informou uma das vítimas no Facebook.



Também na mesma mídia, outro relato: “Não sei se é o mesmo indivíduo, mas ocorreu um assalto na rua Botucatu nesse estilo. Era um entregador de Ifood. Ia e voltava a todo instante até encontrar com uma moradora esperando um Uber na porta do prédio’, relatou um morador do bairro.


No mês de abril, uma ocorrência foi flagrada por uma câmera de segurança. Um entregador de comida tentou roubar o celular de uma mulher, que reagiu e o derrubou no chão. Segundos depois, ele se levanta e sai de mãos vazias.



Nas redes sociais, moradores do Grajaú lamentam a falta de segurança no bairro. “À noite a impressão que tenho é que o policiamento sumiu. A patrulha 24h ‘do Witzel’ tb não existe mais”, comentou uma internauta. “É uma pena que não tenha policiamento, o Grajaú já foi mais tranquilo !!!”, lamentou outra moradora do bairro.



O 6ª BPM (Tijuca) informou por meio de nota que as ruas do bairro são patrulhadas diariamente. No comunicado, os policiais orientaram que as vítimas comuniquem as ocorrências à polícia para que seja possível montar um mapa das ações de criminosos na região.



A empresa Ifood destacou que o uso da bag da empresa não é prova de que a pessoa esteja cadastrada em sua plataforma. Ainda assim diante da incidência de casos, se coloca à disposição para colaborar com as autoridades de segurança pública, caso seja confirmado que o entregador esteja cadastrado em sua plataforma, a empresa promete tomar as providências cabíveis.




Fonte: DiariodoRio.com

2 visualizações0 comentário