• Portal Tijuca-RJ

Morador da Tijuca pinta buracos encontrados nas ruas para alertar motoristas

O empresário Carlos Eduardo já pintou mais de 300 buracos pelas vias do bairro


Cansado de ver as ruas esburacadas na Tijuca, bairro onde reside, o empresário Carlos Eduardo resolveu usar o bom-humor para reclamar da situação e exigir um posicionamento do Poder Público. Conforme informou o portal Grande Tijuca, o morador indignado já pintou 300 buracos nesta semana ao longo das ruas: Conde do Bonfim, Andrade Neves (nas duas partes) e Abelardo Barbosa. Ele diz que o o motivo para o ato de rebeldia se deu após seu carro cair num buraco, causando um prejuízo de R$ 4,6 mil na suspensão.



Sou nascido e criado na Tijuca e sempre me preocupei com meu bairro. Ajudei a combater alguns problemas. Acarretou de eu cair num buraco, na Rua Conde do Bonfim, onde o asfalto retraiu. E acabou estragando a suspensão. R$ 4,6 mil de prejuízo. E no início do ano vi uma moto capotar na Conde do Bonfim após passar por um buraco também. Só na primeira vez que fui da Usina até a Rua Garibaldi, foram 90 buracos pintados. Isso na última segunda. Depois, parti pra Andrade Neves, 83 buracos. Somando as ruas, quase 300 buracos pintados. E isso ajudará aos motoristas a desviar desses buracos“, disse Cacá, como é conhecido na região, que tapa os buracos durante a madrugada.


O empresário promete que só irá parar depois que a Prefeitura fazer os reparos necessários nas vias do bairro.



E hoje vou pintar mais. E irei pintar até que as autoridades façam alguma coisa. Não cometi nenhum crime ao patrimônio público, apenas me manifestei de forma democrática uma insatisfação. O subprefeito (Wagner Coe) colocou nas redes que iria trocar o asfalto na Andrade Neves, mas na verdade taparam os buracos com um remendo“, lamentou.


Carlos Eduardo revela que pretende fazer outras ações no bairro por meio de parcerias.



“Já conversei com amigos donos de empreiteiras, vou começar a refazer algumas calçadas do bairro”.


Ao portal Grande Tijuca, o subprefeito da Tijuca, Wagner Coe, disse que “a Prefeitura tem o déficit de 10 bilhões deixados pelo governo anterior, mais 700 milhões de folha extra e precatórios e estamos fazendo o que ficaram 4 anos sem fazer, com muito esforço e amor à cidade, restaurando de forma muito equilibrada e responsável. Não vamos deixar a cidade de lado, mas ainda não é hora de investimento alto, a hora é de arregaçar as mangas, trabalhar diuturnamente e cuidar da saúde, educação como prioridade e cumprir com a manutenção de cada espaço já planejando as obras de maior complexidade como os asfaltos novos e etc…, Todas as ruas da Grande Tijuca ficaram abandonadas, não há uma rua que não precisa de tapa buraco ou poda de árvore. Uma coisa é certa: estaremos em cada pedaço desta região consertando, restaurando e resolvendo problemas e demandas.



Fonte: DiariodoRio.com

19 visualizações0 comentário