• Portal Tijuca-RJ

Alunos da UERJ e da UFRJ se unem em campanha para produção de protetores para profissionais da saúde





Duas empresas juniores de universidades distintas se uniram com um objetivo comum: buscar doações de matéria-prima para confecção de protetores faciais (face shields) destinados aos profissionais de saúde dos hospitais públicos do Rio de Janeiro, que estão atuando no atendimento de pacientes com a Covid-19.



A Hidros Consultoria, da Engenharia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), e a Med. Co Jr., da Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), resolverem somar esforços.



O objetivo do grupo é ajudar o Laboratório de Fabricação (FabLab) e o Grupo de Estudos Ambientais em Reservatórios (Gesar), ambos Unidades de Desenvolvimento Tecnológico (UDTs), do Departamento de Engenharia Mecânica da Uerj. Essas UDTs estão produzindo as face shields para os profissionais de saúde, com verba própria e, principalmente, a partir de doações. A produção de cada protetor custa aproximadamente R$ 6,50.



Inicialmente, a Hidros Consultoria utilizou parte de seu orçamento para a compra de material, mas é necessário garantir mais matéria prima ao FabLab. Em função disso, montaram a campanha de doação com a parceira da UFRJ. Saiba como participar no link: https://benfeitoria.com/hidros-e-medco-na-luta-carioca-covid19-g2w.



“Somos gratos por estudarmos na Uerj e queríamos retribuir à população de alguma forma. Então, fechamos o acordo com o pessoal da UFRJ e estamos empenhados em ajudar ao máximo para que mais protetores faciais possam chegar aos profissionais de saúde”, disse Mariana Pimenta Soares Gonçalves, presidente da Hidros Consultoria, aluna da graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária.


Parte das máscaras é fabricada em impressora 3D e outra é cortada a laser. Já a montagem é realizada manualmente. Até o momento 70 face shields foram produzidas. Destas, 50 foram destinadas ao Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe) e as demais foram entregues à iniciativa SOS 3D Covid 19, formada por pesquisadores, startups, instituições públicas ou privadas e professores universitários que atuam nas frentes de combate à pandemia. Com a aquisição de uma nova impressora, prevista para os próximos dias, o FabLab irá dobrar a sua capacidade de produção, passando a 14 unidades por dia, e precisará de mais insumos. O processo utiliza: Petg (parte transparente), rolo de filamento e elásticos.



Exemplo que vem de casa


Os jovens estudantes têm onde se espelhar na sua iniciativa. Recentemente, a Pró-reitoria de Extensão e Cultura da Uerj (PR-3) promoveu a distribuição de máscaras de tecido aos profissionais de diversas áreas da Universidade que precisam atuar presencialmente em suas unidades.



Aos servidores, contratados e terceirizados das áreas de manutenção, segurança, serviços gerais, administrativa, entre outras, foram entregues mais de 2 mil máscaras, que seguem os padrões de segurança da Organização Mundial de Saúde. E outras 3 mil continuam sendo distribuídas.



“A Universidade está empenhada na segurança de todos os seus colaboradores. A oferta de proteção a todos os trabalhadores em atividades essenciais, independentemente de serem efetivos ou terceirizados, é uma determinação do reitor, que entende que nesse momento o isolamento social e o uso de máscaras salva vidas, e precisamos proteger todos, independentemente do seu vínculo com a instituição”, afirma Cláudia Gonçalves de Lima, pró-reitora de Extensão e Cultura.



Fonte: Diretoria de Comunicação da UERJ

2 visualizações

Assine a minha newsletter

© 2020  Portal Tijuca-RJ - O seu bairro da internet

E-mail: contato@tijuca-rj.com.br

  • Facebook
  • Instagram